GRAVIDEZ SAUDÁVEL, BEBÊS INTELIGENTES, DEPRESÃO PÓS PARTO BEM LONGE!!

7
Consumir peixe e frutos do mar durante a gravidez pode trazer benefícios a longo prazo para a criança, segundo uma pesquisa britânica.

Crianças de mães que se alimentaram com muito peixe durante a gravidez apresentaram melhores índices de habilidades sociais e de comunicação aos sete anos de idade, segundo o estudo publicado na revista científica Lancet.

Os resultados pode ajudar a contrapor os temores de que o consumo de peixe durante a gravidez oferece eventuais riscos de intoxicação para mulheres grávidas.

Os pesquisadores da Universidade de Bristol e do Instituto Nacional de Saúde dos Estados Unidos fizeram questionários a 11.875 mulheres grávidas sobre o consumo de peixe e frutos do mar.

Os cientistas acompanharam as habilidades sociais, de comunicação, de coordenação motora e o QI dos filhos e filhas dessas mulheres até a idade de oito anos.

Fatores sócio-econômicos também foram levados em conta além de informações sobre a dieta das mulheres.

Crianças de mães que consumiram menos de 340 gramas de peixe e frutos do mar por semana apresentaram um aumento de 48% no risco de acabarem no grupo de mais baixo desempenho em termos de inteligência verbal.

Um baixo consumo de peixe e frutos do mar durante a gravidez também foi associado ao aumento do risco de a criança apresentar índices baixos de comportamento e de desenvolvimento motor, de comunicação e sociabilidade.

PORÇÕES

Jean Golding, professora emérita de epidemiologia perinatal e pediatria na Universidade de Bristol e chefe do estudo, afirmou que as mulheres devem consumir pelo menos uma ou duas porções de peixe por semana, seguindo uma mistura de diferentes tipos de peixe.

Entre os que devem ser incluídos na dieta durante a gravidez estão os peixes mais gordurosos, a maior fonte de ômega-3, como salmões, sardinhas e cavalas.

"As descobertas que tínhamos feito antes se relacionavam a um período do começo da vida da criança então era possível que o efeito tivesse sido anulado. Mas aqui temos provas convincentes até a idade de sete ou oito anos", disse.

Robert Grimble, professor de nutrição da Universidade de Southampton, afirmou que o ômega-3 é muito importante para o desenvolvimento do cérebro e descartou o risco de problemas de desenvolvimento do feto associados com a intoxicação por mercúrio.

"A idéia de o peixe ser tóxico é antiga, mas este estudo parece afirmar que este é um problema menor comparado com os benefícios conseguidos pelo consumo de peixe", disse.

Pesquisas anteriores do grupo de estudos Avon Longitudinal Study Group mostraram que ácidos como o ômega-3, que estão presentes em peixes, estão associados com a melhora da função cerebral futura das crianças e das habilidades de comunicação.Mas a equipe apenas analisou os efeitos até a idade de três ou quatro anos.

Fonte: Site BBC


** Meninas, achei muito interessante esta matéria todo mundo sabe que peixe é um alimento rico em ômega 3, e que faz um bem ENORME á saúde, mas me interessei depois que assisti á uma reportagem com a Scheila Carvalho quando foi perguntada se tinha medo da depressão pós parto, ela disse que estava consumindo muito peixe justamente por isso.

Daí descobri que a depressão pós-parto costuma ocorrer de três a vinte vezes mais em países do Ocidente do que em países do Oriente e isto se dá porque no Oriente há maior consumo de peixes e mariscos, alimentos ricos em ômega três.

O ômega 3 é fundamental para a constituição do cérebro e manutenção do seu equilíbrio, é por isso que essas gorduras são a principal nutrição que o feto recebe pela placenta...É também por isso que as "reservas" da mãe que já são baixas na dieta ocidental caem de forma dramática nas últimas semanas da gravidez e continuam diminuindo durante a amamentação, o que aumenta o risco da depressão pós-parto. Mães precisam de ômega 3 para si e para o bebê!

Onde encontrar o ômega 3? Peixes, em especial salmão, arenque, truta, sardinha, frutos do mar, linhaça, canola, espinafre e agrião.

Medo de engordar com o ômega 3? Fique tranquila, o modo como o corpo metaboliza o ômega 3, reduz o acúmulo de tecido gorduroso. Alguns pacientes até perdem peso!


Beijos Para Todas!

7 Pessoas Comentaram este Post:

Laine disse...

Por isso é que os Japas são inteligentes...kkkkk!! O consumo vem desde a gestação.
Olha e eu não acreditava naquela propaganda que passa na TV do Omega 3.
Tomar esse comprimido não sei, só sei que vou consumir muito peixo.
Muito legal a dica.

Bjs

ღ Keka ღ disse...

Tbem acho que consumir peixe seja bom mas acho que tudo em moderação é ótimo, nada de abusar nem no peixe

Nanda Ramos disse...

o lindona amei a reportagem, decidi ser mais saudavel por meu bb... bjussss

Rebeca disse...

Amiga, eu já estou tentando me alimentar melhor por causa do neném. Mas tenho que confessar: eu não gosto de peixe. Meu negócio é a vaca mesmo kkk
O que eu gosto um pouco mais é o atum (em conserva, pq o fresco é caro!) e cação, mas não vi eles na lista. Acho que vou tentar substituir pela linhaça, pq aí me desce mais fácil na goela kkkkkk
Vou responder seu e-mail viu? É que ontem me deu um sono, e eu não consegui rsrsr

Beijocas

Jessica Roberta disse...

olá te vi no blog da Carol, e estou te seguindo, tb estou gestante de 13 semanas

bjs

Nanda Ramos disse...

o lindona eu ando sumida sim, mas agora vorteiiiii
bjusss

Marcella disse...

Xique amiga.. muito bom meeesmo.... adorei. afinal quem n quer uma crinça simpatica.. e dali peixe!!!

Postar um comentário

Oba! Oba ! Você vai comentar!!