GANHEI SELINHO IUPIIIIIII!!

4
Ganhei este selinho da minha primeira amiga blogueira Rebeca, muito querida ( brigadinha Re, fiqui muito feliz), mas devido as regrinhas e..eu só tinha ela me seguindo snif!! não postei porque não tinha pra quem indicar rs..mas ela me disse que não tem problema, então eis o post do selinho rs..com muito carinho.


Regrinhas:


*Indicar de quem recebeu... http://enquantoonenemnaovem.blogspot.com/


*Indicar 5 amigas : Meninas não sei se já ganharam este selinho, mas vou indicar vcs porque acho realmente um encanto o blog de vcs tá.
Marcela, Deise, Renata


*Responder as seguintes perguntas

1. Qual cidade você mora? São Paulo-SP

2. Trabalha em que? No momento estou do lar rs..á 3 meses, mas já estou á procura.

3. Gosta do que faz? Sim

4. Empregado ou patrão? Por enquanto nenhum dos dois, mas almejo ser patroa, ( quem não quer né rs..)

5. Se não trabalhasse nisso, o que faria? Sinceramente...hum..indecisão, são tantas coisas que gosto, mas no momento quero muito ter o meu próprio negócio.

6. Trabalharia em um setor administrativo ou como professora? Administrativo

7. Como é a sua rotina? Caminhada pela manhã, engato o mesmo gás para os afazeres doméstico...( isto inclui tudo, desde lavar e passar á cozinhar e limpar rs..) que cá pra nós toma grande parte do dia, depois vou pra internet ou faço alguma visita pra mamy, ou amiga e á noite cuido do maridão.

8. O que faria se ganhasse na mega hoje? Com certeza ajudar a minha família com o que precisam (olha que não é pouco e a família é graande rs..) depois viajar com minha paixão e quando voltar, investir nos negócios.Que sonho bom...


Uma Mãe para o meu Bebê - EU RECOMENDO !!!

1


Ontem assisti este filme, hilário, muito bom mesmo, não sei se é porque acabamos nos identificando com a história rs..mas eu adorei é uma comédia muito inteligente com elenco muito bom também, eu assisti pela internet mesmo, no site http://www.downloadsmais.com/online/assistir-filme-online-uma-mae-para-meu-bebe-%E2%80%93-dublado-dual-dvdrip/ é só clicar no link assistir filme online, se não assistiu ainda, assistam vcs não vão se arrepender é bem esse mundinho da gente, querer ter um baby, não poder devido alguns fatores genéticos, idade, carreira etc..

SINOPSE:



Kate Holbrook (Tina Fey) é uma bem-sucedida mulher de negócios que a vida toda dedicou-se ao trabalho mas que não consegue ter um relacionamento decente . Agora chegou aos 37 anos de idade e, à medida que vai ficando mais velha, decide que é hora de ter um bebê e ser uma mãe solteira. A partir daí, ela começa a ver bebês em todos os lugares. Igualzinho, né? rs...

O problema é que ela descobre que é infértil. Decidida, contrata a jovem Angie Ostrowiski (Amy Poehler) para ser sua “barriga de aluguel”. Assim que a moça engravida, Kate começa a ler livros sobre crianças e a pesquisar a melhor escola. Só que um dia Angie aparece na casa de Kate dizendo que não tem onde morar.
Durante os 99 minutos de filme, temos inúmeras situações engraçadas, todas com a impagável dupla Fey-Poehler. Desde Kate cheirando a cabeça de um bebê qualquer no elevador até a dupla cantando juntas no Karaokê.
Cria-se uma guerra de nervos entre as duas, mas também surgem grandes descobertas sobre o sentido real de família.
Beijus

ALMOÇO EM FAMÍLIA...

3
Li este texto no blog Meu Diário Bebe Blog e me comovi profundamente, estava á procura de algo que pudesse expressar o ser mãe. Claro que só saberemos a profundidade desse sentimento quando estivermos com nosso baby nos braços, mas...enquanto isso não acontece resolvi deixá-lo registrado aqui!
Vamos ao Texto:




Almoço em Família...

Nós estávamos sentadas almoçando, quando minha filha casualmente menciona que ela e seu marido estão pensando em ‘começar uma família’. ‘Nós estamos fazendo uma pesquisa’, ela diz meio de brincadeira. ‘Você acha que eu deveria ter um bebê?’


‘Vai mudar a sua vida, ’ eu digo, cuidadosamente mantendo meu tom neutro.‘Eu sei, ela diz, nada de dormir até tarde nos finais de semana, nada de férias espontâneas.. .’


Mas não foi nada disso que eu quis dizer. Eu olho para a minha filha, tentando decidir o que dizer a ela. Eu quero que ela saiba o que ela nunca vai aprender no curso de casais grávidos. Eu quero lhe dizer que as feridas físicas de dar à luz irão se curar, mas que tornar-se mãe deixará uma ferida emocional tão exposta que ela estará para sempre vulnerável.


Eu penso em alertá-la que ela nunca mais vai ler um jornal sem se perguntar: ‘E se tivesse sido o MEU filho?’ Que cada acidente de avião, cada incêndio irá lhe assombrar. Que quando ela vir fotos de crianças morrendo de fome, ela se perguntará se algo poderia ser pior do que ver seu filho morrer.


Olho para suas unhas com a manicure impecável, seu terno estiloso e penso que não importa o quão sofisticada ela seja, tornar-se mãe irá reduzi-la ao nível primitivo da ursa que protege seu filhote. Que um grito urgente de ‘Mãe!’ fará com que ela derrube um suflê na sua melhor louça sem hesitar nem por um instante.


Eu sinto que deveria avisá-la que não importa quantos anos ela investiu em sua carreira, ela será arrancada dos trilhos profissionais pela maternidade. Ela pode conseguir uma escolinha, mas um belo dia ela entrará numa importante reunião de negócios e pensará no cheiro do seu bebê. Ela vai ter que usar cada milímetro de sua disciplina para evitar sair correndo para casa, apenas para ter certeza de que o seu bebê está bem.


Eu quero que a minha filha saiba que decisões do dia a dia não mais será rotina. Que a decisão de um menino de 5 anos de ir ao banheiro masculino ao invés do feminino no Mcdonalds se tornará um enorme dilema. Que ali mesmo, em meio às bandejas barulhentas e crianças gritando, questões de independência e gênero serão pensadas contra a possibilidade de que um molestador de crianças possa estar observando no banheiro.


Não importa o quão assertiva ela seja no escritório, ela se questionará constantemente como mãe.

Olhando para minha atraente filha, eu quero assegurá-la de que o peso da gravidez ela perderá eventualmente, mas que ela jamais se sentirá a mesma sobre si mesma. Que a vida dela, hoje tão importante, será de menor valor quando ela tiver um filho. Que ela a daria num segundo para salvar sua cria, mas que ela também começará a desejar por mais anos de vida — não para realizar seus próprios sonhos, mas para ver seus filhos realizarem os deles. Eu quero que ela saiba que a cicatriz de uma cesárea ou estrias se tornarão medalhas de honra.


O relacionamento de minha filha com seu marido irá mudar, mas não da forma como ela pensa. Eu queria que ela entendesse o quanto mais se pode amar um homem que tem cuidado ao passar pomadinhas num bebê ou que nunca hesita em brincar com seu filho. Eu acho que ela deveria saber que ela se apaixonará por ele novamente por razões que hoje ela acharia nada românticas.

Eu gostaria que minha filha pudesse perceber a conexão que ela sentirá com as mulheres que através da história tentaram acabar com as guerras, o preconceito e com os motoristas bêbados. Eu espero que ela possa entender porque eu posso pensar racionalmente sobre a maioria das coisas, mas que eu me torno temporariamente insana quando eu discuto a ameaça da guerra nuclear para o futuro de meus filhos.


Eu quero descrever para minha filha a enorme emoção de ver seu filho aprender a andar de bicicleta. Eu quero mostrar a ela a gargalhada gostosa de um bebê que está tocando o pelo macio de um cachorro ou gato pela primeira vez. Eu quero que ela prove a alegria que é tão real que chega a doer. O olhar de estranheza da minha filha me faz perceber que tenho lágrimas nos olhos.

‘Você jamais se arrependerá’, digo finalmente.

Então estico minha mão sobre a mesa, aperto a mão da minha filha e faço uma prece silenciosa por ela, e por mim, e por todas as mulheres meramente mortais que encontraram em seu caminho este que é o mais maravilhoso dos chamados.


Este presente abençoado de Deus… que é ser Mãe.’
(autoria desconhecida)

A GRANDEZA DE SER MÃE...

3

Não existe coisa mais linda do que a beleza de uma mulher grávida!
Como deve ser boa a sensação de trazer alguém dentro do ventre e que se torna cada vez mais amado, mais esperado, mais desejado, na medida em que se aproxima o grande momento de apertá-lo entre os braços. Sentir o corpo transformar-se, tornando-se cada vez mais bonita a cada dia que passa! A cada pequena ou grande transformação do corpo aproxima-se o maravilhoso momento de permitir a chegada ao mundo de alguém ao qual estamos ligados por vigorosos laços de  amor e amizade.

É ver na rua as mães que passam felizes com seus filhos ao colo, e sentir uma ponta de ansiedade, para que o tempo passe logo e também você possa curtir a pessoinha que está dentro de você, e que também está com muita vontade de ouvir a sua voz e de sentir os seus carinhos.

Passar em uma vitrine de loja e olhando as roupinhas de criança, imaginar se terá que comprar roupinhas rosa ou azuis!

Os palpites daqueles que gostam de nós e que fazem a sua torcida. Uns dizem: "Vai ser menina, não está vendo que a barriga está pontuda?". Outros: "Tenho certeza de que é um menino!".

Ser alvo do interesse sincero e amigo daqueles que realmente gostam de nós e se preocupam conosco e torcem de coração para que as coisas dêem cada vez mais certas! É a amiga que mora na mesma rua ou trabalha com você já há algum tempo, e que está SEMPRE perguntando: E aí? Já está começando a sentir o bebê não se esqueça de me dizer! Quero ser a primeira, a saber!”“.

Deve ser maravilhoso olhar no rosto das pessoas que sinceramente te querem bem e, perceber que elas olham felizes para você, porque você vai ser mãe!

É assim a grandeza tantas vezes mal apreciada de ser Mâe.
Construir um lar só é possível para mulheres (e homens) que tenham descoberto a beleza do amor e a ponham acima de outros interesses na vida. Sou grata á Deus por já ter descoberto esta beleza.

Banho do Bebê na Banheira Shantala

1
Gente já vi várias reportagens sobre este banho no balde para acalmar o bebê devido á sensação semelhante á do útero, de proteção, calma é incrível como os bebês gostam se acalmam mesmo, e o soninho sempre vem depois quando são mais bebês eles acabam dormindo no balde, ai que fofo vi este vídeo no blog da Sofia Carvalho http://aquihabebe.blogspot.com/ ela é Educadora Perinatal, Conselheira em Aleitamento Materno OMS/Unicef e mãe de uma criança de três anos, estava pesquisando e encontrei o blog dela muito interessante tem de tudo um pouco, separei este vídeo pra postar aqui com certeza farei esta experiência com o meu picorucho rs..ou picorrucha não sei , só Deus é quem sabe.Bjus


Confissões de Mãe

2


Ontem navegando pela internet, encontrei este livro que me pareceu muito interessante no momento analisando pelo lado futura mãe rs..eu com as minhas dúvidas, anseios ...não pensei duas vezes comprei! na verdade não titubiei porque tinha ganho um cartão presente da submarino o ano passado e nunca encontrava nada que me agradasse , agora sim, não vejo a hora de chegar pra que eu possa devorá-lo rs.., segue um resumo sobre o livro:

Quando a mulher sabe que está pronta para ser mãe? E a carreira? E o medo de perder a liberdade? Como são as dores do parto? Escrito em forma de diálogo entre mãe e filha, Confissões de mãe levanta inúmeras questões sobre a maternidade. Com a experiência de quem teve quatro filhos, Maria Mariana responde às perguntas com coragem, honestidade, singeleza e bom humor. Garota rebelde que se consagrou com o livro Confissões de adolescente, ela retorna à cena com uma defesa contundente do papel de mãe.


O livro toca em questões sensíveis sobre a maternidade, fala de medos e dores que assustam mas fortalecem a mulher e reflete sobre a jornada espiritual que é dar à luz. Com a autoridade de quem já passou pelas duas experiências, a autora se posiciona no embate ?cesariana x parto normal?. E com o aprendizado que a vida lhe conferiu, Maria Mariana dá dicas preciosas para as futuras mamães.

Assim que chegar e começar á ler, comento o que achei.

HOJE FUI CAMINHAR...

0


Na verdade, estou ainda me reeducando, semana passada peguei a minha cachorrinha e fomos ao parque caminhar, saí de casa já era tarde tipo umas 10 hs, tava um sol de rachar tadinha ela ficou morta de cansaço e eu..sem comentários rs..mas deu pra dar uma caminhada de uma hora, quero ver se consigo fazer pelo menos umas tres vezes por semana, tipo dia sim dia não, hoje fui novamente só que desta vez sozinha, estava uma manhã muito gostosa bem fresquinha, choveu quase que a noite toda, saí mais cedo desta vez ás 8 da manhã, tinha muita gente caminhando, isso é bom anima a gente.
Assisti a participação do fitoterapeuta André Rezende no Hoje em Dia, autor do livro O Poder das ervas, ele passou uma receitinha básica de um Chá Emagrecedor e Rejuvenescedor, são 7 ervas , ontem fui comprar só não achei uma, mas fiz assim mesmo e comecei á tomar hoje pelo cheiro, pensei que fosse amargo ruim, que nada...é até gostoso viu .Pois é quero emagrecer pelo menos uns 3 quilos estou com 58 se conseguir eliminar dois, já é uma grande vitória.Quando engravidar quero estar um pouco mais magra pra não ficar no desespero de perder tudo depois da gravidez.Acho que vai dar certo chá, caminhada..espero que sim.

0


Olá Pessoal!!
Estou iniciando hoje neste blog, estava em casa..com o notebook sentada no sofá...e pensei : começou 2010 e eu com tantos planos, projetos, que não sei por onde começar na verdade não sei como começar, mas sei que no final dá tudo certo.
Estilo Mulher é o nome de um dos projetos que tenho para este ano, como ainda não iniciei resolvi criar este blog para também trocar idéias sobre o assunto, ser mulher, moderna, feminina, esposa, mãe, amiga...tudo isso mas...simplesmente mulher.Ainda não sou mãe, mas acredito estar pronta e desejo muito, na verdade passei á desejar este ano, né.Terminei a Faculdade, sai do serviço.Estou dividida entre ser mãe ou empresária, eis a questão óh dúvida cruel.
Mas o tempo e Deus irá dizer e me mostrar o caminho certo, enquanto isso... vamos viver a vida e aproveitar cada minuto dela com orgulho de ser simplesmente mulher.